Sétimo Chakra: Chakra Coronário

Nomeado de Chakra Coronário ou Chakra Sahasrara, o sétimo Chakra possui uma cor violeta com nuances entre branco e dourado. Localiza-se no ponto mais alto do centro da cabeça e tem como simbologia a flor de lótus de 1000 folhas. Está diretamente ligado ao cérebro e à conexão com o cosmo e tem por glândula correspondente a Pineal, cuja função é ampla em todo o organismo. É considerado o Chakra mais importante, relacionando-se com o nosso padrão energético global e dinamizando a nossa capacidade espiritual e de consciência superior.

Suas demais e principais características são:

Mantra: OM (alguns estudiosos mencionam o KSHAM-AUM)

Localização: Topo da cabeça. O sétimo Chakra situa-se no ponto mais alto, no centro da cabeça. Abre-se para cima.

Faixa de ação: Centros nervosos e cérebro.

Função: Irradiar a consciência humana para que ela se conecte com a Energia Divina, assimilando-a e canalizando-a para os demais Chakras.

Palavra-Chave: Eu compreendo.

Cor: Branco-dourado (12 pétalas centrais) e Violeta (960 pétalas restantes). Brilha com todas as cores do arco-íris, mas a cor predominante é a violeta. A flor exterior do Chakra é formada por 960 pétalas e no seu interior encontra-se uma segunda flor com 12 pétalas que brilham como uma luz branca impregnada de dourado.

Pétalas: Lótus de 1000 pétalas

Princípio básico: Ser puro

Glândula Correspondente: Pineal (Epífise)

Hormonas Correspondentes: Serotonina, (Enteramina, Melatonina)

Do ponto de vista anatómico: Cérebro e Crânio  

Tratamento: Distúrbios nervosos de qualquer tipo de desconexão com a realidade, problemas mentais e desequilíbrio.

Aspectos: Esse centro é a ligação entre o plano físico e o Eu-Superior, a nossa divina presença. É o lugar onde a vida anima o corpo físico; é onde encontramos o cordão de prata que liga os corpos aurais. É com o prolongamento desse Chakra que o corpo de luz e a alma suprema entram no corpo na hora o nascimento e é por ali que o deixa no momento da morte. Através deste Chakra tomamos consciência de que temos uma identidade extrafísica e que somos parte de um plano Universal, o qual nos liga ao infinito, divino e sem forma (mas que contém em si todas as formas e qualidades não manifestadas). Nele vivemos e nos sentimos em Deus, tornando-nos Um com  a origem Divina de onde viemos. Nosso campo de energia pessoal mistura-se com o campo de energia universal e o que antes compreendíamos de modo intelectual e de forma intuitiva torna-se agora uma compreensão completa. Nele experimentamos as mais diversas formas de expressão da criação, entre as quais também situa-se o nosso corpo como um brinquedo da consciência Divina com a qual nos tornamos um só.

Vogal: O som “M” abre o Chakra Coronário. É como um sussurro contínuo, sem limites e sem estrutura. Desse modo representa a unidade não dividida e a consciência pura, sem forma e ilimitada, na qual estão contidas todas as outras formas em estado latente.

Cromoterapia: O violeta e o branco.

Catarina Muniz

Licenciada em Psicologia, Mestre em Psiquiatria Social e Cultural e atualmente Doutoranda em Estudos Feministas pela Universidade de Coimbra. Sou apaixonada desde os 16 anos pelos mistérios quânticos da Lei da Atração, a qual conheci através do Livro e Documentário “O Segredo” de Rhonda Byrne. A partir deste momento, estudei Joseph Murphy e sua teoria sobre O Poder do Subconsciente e percebi que compreender a interação entre o Universo e nós me fazia sentir uma paixão profunda, de modo que há um ano retornei intensamente aos estudos da Física Quântica e da Espiritualidade. Mergulhei em novas e instigantes leituras, as quais me fizeram perceber que o poder está em nós e que somos cocriadores da nossa realidade a todo o tempo, pois estamos em um emaranhado quântico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin