Mudanças: Novo Paradigma Espiritual e Social

Como referi no artigo passado o mundo está em grande mudança e isso é percetível a todos nós. A mudança está mesmo aí à nossa porta. Basta termos atenção aos sinais que nos têm sido enviados: aquecimento global, fenómenos naturais, alimentação pré-confecionada, aceleramento, relações pessoais e interpessoais.

As estações do ano estão diferentes. O clima já não é o mesmo. Chove quando não deveria. O calor é muito. O aquecimento global da Terra está a aumentar a grande velocidade.

Há fenómenos naturais em que nunca pensámos assistir. Como à duas semanas atrás em que o nosso país foi “inundado” por uma ventania que trazia areias do Norte de África. Areias essas provenientes do Deserto do Sara que estava a ter uma de muitas tempestades de areia. Mas, talvez nunca tenhamos sido atingidos. Isto acontece devido há mudança do Meio Ambiente proveniente da ação do homem.

A alimentação está diferente. É toda pré-confecionada. Existem poucos alimentos naturais. Muitos dos alimentos já quase que não são colhidos na sua própria época. E nem sequer consumidos. Por exemplo, temos quase durante todo o ano morangos.

Até na água que é a uma das maiores riquezas do universo existe alterações. Existe diversos tipos de água para consumo humano: água aconselhável para bebés, água magnésica, água gaseificada, água de sabores,… E não nos preparamos para a escassez da água potável que está muito mas muito comprometida. Pressupõe-se um Verão com muita falta de água. Aliás os agricultores já vieram demonstrar a sua aflição aos meios de comunicação social ao falarem que há falta de água para as regas e para dar de beber aos animais. Não nos podemos esquecer que por norma o nosso país no Verão é atacado por fogos derivados de terroristas pagos pelos capitalistas das empresas das madeiras, perdendo-se desta forma muitas vidas humanas, animais e a própria natureza.

Vive-se numa grande agitação nos dias de hoje… Num aceleramento diário para fazermos as nossas atividades. Vive-se em pressa. As horas, os dias, os anos parecem que andam muito rápido. Vive-se vinte e quatro horas em competência quer a nível pessoal como profissional. Vive-se pensado nos bens que o outro tem… Vive-se pensado como é que outro conseguiu aquele emprego. Em vez de se pensar que bom que a outra pessoa consegue ter aqueles bens e ficar feliz por ela ter um aquele emprego.

As relações pessoas e interpessoais mudaram… Existe mudanças no interior das pessoas que são interpretadas como forma de antipatia, incompatibilidade e até mesmo como embirração… Mais ainda: até mesmo tem existido afastamentos e distâncias. Acontece, é que muitas pessoas não compreendem e levam isso para o lado pessoal… Para o ego… Assumindo as mudanças interiores dos outros como uma zanga pessoal. Muitos mal entendidos resultam daqui.

Mas, não é. As pessoas apenas têm sentido necessidade de se afastarem. De se preparem para o que está para chegar. As pessoas têm necessidade de se encontrarem. As pessoas têm necessidade de se conectarem com a sua Espiritualidade independente da sua fé ou crença. Tudo isto pode mudar com a concepção do novo Paradigma Espiritual e Social onde a Mãe Terra será vista e encarada como o ator principal da vida humana e seja respeitada através das mais variadas técnicas e métodos de trabalho.

O mundo tem que deixar de ser uma grande componente industrializada e consumista para passar a ser um mundo que cuida e preserva. A industrialização tem que arranjar forma de preservar o meio ambiente. Assim como as pessoas têm que deixar de pensar apenas nelas próprias e pensar mais nos outros. Não faças o que não gostavas que te fizessem. Deixarem de arranjar “guerrinhas” sobre saber coisas sobre uma determinada pessoas e ir contar para outras pessoas… Mesmo que seja mentira… Isso não é ser amigo. As pessoas têm que deixar de inventar coisas sobre as outras pessoas. Infelizmente, uma mentira dita muitas vezes acaba por tornar-se verdade.

As pessoas não devem de fazer piadas deixando os outros desconfortáveis sobre assuntos banais… As pessoas têm o direito de ficar zangadas se ficaram desconfortáveis; não devem de apontar o dedo às outras pessoas a dizer que se afastaram quando elas fizeram o mesmo; não devem de usar as vidas das outras pessoas para ser motivo de conversas em encontros de amigos; também não devem de assumir que por conhecerem-se, que as pessoas vão entrar nas suas próprias guerras.

O novo Paradigma Espiritual e Social está escrito na Bíblia Sagrada da Religião Católica e também na profecia do povo de Israel da Religião Judaica com o nascimento do novo Messias. A parte Espiritual mudará e muito e o Social também. Como? Através da mudança de comportamentos, ações e atitudes novas com ponderação e respeito pela Mãe Terra pelo zelo e fé na Espiritualidade. Todo aquele que observa/olha está no novo Paradigma Espiritual e Social.

5/5 - (1 Voto)

Patrícia Correia

Licenciada em Ciências Sociais - Minor em Serviço Social pela Universidade Aberta. Mestranda em Serviço Social na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. Em descoberta do meu EU Superior. Formação em Terapias Holísticas: Reiki USui Shiki Ryoho - Nível III, Curso de Meditação - Praticante I e Formação de Instrutora de Yoga para Grávidas e Seniores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Part.
Partilhar
Twittar
Partilhar
Pin