Abraça e Acolhe as Emoções

As emoções são de facto um grande desafio para o Ser Humano, devido à sua grande complexidade. Quantas vezes sentimos e nem sabemos ao certo, aquilo que estamos a sentir. Podemos nos sentir tristes e por detrás dessa tristeza esconde-se uma mágoa, assim como por detrás de uma frustração pode estar uma raiva contida.  

Muitas vezes nem conseguimos ou não sabemos como lidar, com aquilo que sentimos, queremos fugir das nossas próprias emoções e por consequência de nós mesmos. Temos emoções que rejeitamos mesmo sentir ou nos recusamos a dar-lhes espaço de se manifestarem. Destaco a tristeza, a angústia, a apatia, a frustração… entre outras.

É importante frisar que não existem emoções boas ou más, positivas ou negativas, pois essa conotação é atribuída por nós mesmos, somos nós que atribuímos um peso às emoções. 

A melhor forma de serenar uma emoção é percebê-la, dar-lhe atenção e abraçá-la. Perante uma emoção que consideras negativa, sugiro que descrevas o que sentes, escreve e lê a emoção, coloca questões: o que realmente quero? O que esta emoção me quer dizer? O que poderá estar na origem dela? Qual a situação ou acontecimento presente que a causou? Deixa fluir sem racionalizar muito as respostas, no final lê e talvez obtenhas alguma clareza ou tragas alguma situação para o consciente. 

Nós viemos até cá para experienciar, sendo este mundo dual, temos que nos permitir integrar em nós o bom e também aquilo que batizamos de menos bom. As emoções, todas elas querem ser acolhidas, amadas e aceites. 

Assim sendo, da próxima vez que sentires essa angústia, ou essa tristeza, permite simplesmente sentir. Fala para ti mesmo: “ok hoje eu me sinto assim e está tudo bem, eu te aceito” e acredita que não há mal que sempre dure. Podemos não estar felizes todos os dias, mas certamente também não estaremos infelizes para todo o sempre. 

Ao abraçar e acolher a emoção estás a reduzir o mal-estar interior, ou a sensação que esta lhe traz. Elas estão lá, para serem observadas e transmutadas. Elas são uma mais valia no nosso processo de evolução e crescimento, através delas podemos trabalhar a nossa personalidade, tornando-nos mais auto conscientes, e esta consciência é necessária e indispensável para cada vez mais, nos conectarmos com o equilíbrio do todo e do universo.   

Marisa Patrocínio

Terapeuta de Desenvolvimento Humano e Coach na Vertente Psicológica. Acredito que todos nós dispomos de uma força interior motivadora, capaz de gerar uma transformação completa na nossa forma de estar na vida. Num momento de grande sofrimento interno, em que me perdi de mim mesma, fiz uso dessa força e encontrei o amor-próprio, o equilíbrio emocional, a paz de espírito e a harmonia comigo e com os outros. EU CONSEGUI, TU CONSEGUES!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin